Notícias

Adequações a LGPD - Lei Geral de Proteção de Dados

Muito tem se falado sobre a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) atualmente e já existe até certificações para a mesma. É verdade que a lei da LGPD entra em vigor em Agosto de 2020, mas muitas empresas já estão se adaptando a ela para não perder tempo, já que o processo inteiro de adequação envolve diversas áreas como o Jurídico, TI, RH, Segurança e entre outros. E também porque a multa será um valor muito significativo, cerca de 2% do faturamento bruto total da empresa, no ano.

 

Não existe uma solução única ou um produto único para adequação a LGPD. Na verdade é uma adequação grande e complexa para sua empresa entrar nas regras da lei, e a sua equipe precisa estar preparada para essa nova mudança. Pensando nisso, simplificamos em 6 etapas esse processo de adequação a LGPD:

 

 1. Levantamento e análise dos dados;

 2. Análise de Vulnerabilidades;

 3. Definição de prioridades de adequação;

 4. Implementação de Ferramentas;

 5. Implementação de processos;

 6. Documentação das alterações;

 

Analisando as etapas 1, 2 e 4, a TI tem participação direta, e mais especificamente, os seus times de Infraestrutura e Segurança da Informação terão que estar preparados para estes novos desafios. E falando em TI, outra mudança de paradigma será em relação aos backups. Hoje a grande maioria das empresas armazena o máximo de arquivos de backup para um futuro Restore ou consulta, porém agora com a LGPD, quanto menos arquivos a sua empresa tiver armazenado, menos riscos de documentos ou dados serem vazados indevidamente.

Além disso, é claro, as permissões de arquivos e ou dados terão que ser analisadas, revisadas e alteradas para que somente as pessoas certas terão os devidos acessos necessários, essa adequação a LGPD a TI é total responsável.

 

Outra parte que envolve a TI, mais especificamente na área de segurança da informação, é os acessos externos para dentro da empresa e ou empresas que tem matriz e filial com uma comunicação entre elas. É vital que esses dados sejam criptografados para que nenhuma pessoa não autorizada consiga capturá-los no meio da comunicação (uma VPN seria uma boa solução para isso). E ter um bom firewall/roteador para permitir somente pessoas e ou conexões autorizadas para dentro da empresa será outra tarefa que a TI deve implementar na sua empresa. Nós da Tecnoapp temos uma solução chamada Gatebox, do qual cumpre esta função. Para mais informações, Clique Aqui.

 

Caso sua empresa necessite de mais segurança dos dados e processos em uso dentro da corporação, é possível usar Servidores na Nuvem, onde os dados ficam armazenados em um Data Center fora do ambiente da sua empresa, evitando perdas, acesso físico de pessoas não autorizadas aos Servidores ou até mesmo evitando desastres físicos, como curto circuito, incêndios, etc. Segundo a fonte no link abaixo, 80% das empresas planejam migrar para a nuvem em 12 meses, o que mostra a importância da nuvem nos negócio e na segurança dos dados da empresa e já entra nas adequações a LGPD

https://www.consumidormoderno.com.br/2019/05/06/empresas-migracao-nuvem/

 

Bem, essas são somente algumas adequações a LGPD que envolve especificamente a TI. A Tecnoapp está completamente preparada para ajudar a sua empresa nessas mudanças. Não espere até a Lei entrar em vigor, entre em contato conosco pelo fone 51 4063-9620 ou email contato@tecnoapp.com.br que iremos lhe ajudar.

Deixe seu comentário:

Confira também:

Artigo - Usando Storage Distribuído com Proxmox e Ceph.

Como migrar máquinas virtuais do Proxmox para a nuvem da Amazon AWS

Como migrar VM (Maquina Vitual) do Citrix XenServer para o Proxmox

2020 © TecnoApp Soluções - Todos os direitos reservados